História

Com o surgimento do Movimento de Reforma, que por mercê de Deus, atingiu parte da Igreja Presbiteriana do Brasil, usando como instrumentos o Centro de Pós Graduação Andrew Jumper, sob os auspícios dos “doutores”, a Editora Fiel e o Projeto “Os Puritanos” com suas revistas, simpósios e a publicação de livros reformados, cresceu o desejo de se plantar uma igreja genuinamente reformada.

O trabalho contou com a aprovação de Deus, e mesmo com repúdio ao pragmatismo, sustentando uma liturgia reformada no estilo puritano do Diretório do Culto, cresceu rapidamente passando ao “status” de Congregação da Igreja Presbiteriana Memorial.

No dia 02 de Janeiro de 2005 houve o primeiro culto da Igreja Presbiteriana da Herança Reformada, emancipada, em um dos salões de Convenções do Hotel Golden Park.

Hoje, com pouco mais de 2 anos de idade, como igreja organizada, a Igreja Presbiteriana conta com cerca de 50 membros atuantes e comprometidos com a reforma.

O culto que prestamos a Deus é baseado nos princípios da CFW, dentre eles destacamos o principio regulador do culto como se pode perceber nos artigos publicados em nosso boletim (em Textos Reformados).

Pastor: Rev. Josafá Vasconcelos
Presbíteros: João Marcos Vasconcelos, Jonã Dourado, Marcelo Santiago e Antônio Gonçalves.
Junta Diaconal:  Diogo Fernandes de Oliveira da Silva, Hélio Carlos Xavier Pereira e Geison Berbet.

Telefone: (71) 3017 5044

Endereço: Rua Artur Gomes de Carvalho, Nº 165 – Pituba – Salvador – Bahia

——-

Histórico da Igreja Presbiteriana da Herança Reformada

Cogitava-se já de alguns anos, a necessidade de se ter uma Igreja Presbiteriana nas imediações da Pituba. Esse desejo era nutrido tanto pela Igreja da Bahia como pela Igreja da Barra. Com o surgimento do Movimento de Reforma, que por mercê de Deus, atingiu parte da Igreja Presbiteriana do Brasil, usando como instrumentos o Centro de Pós Graduação Andrew Jumper, sob os auspícios dos “doutores”, a Editora Fiel e o Projeto “Os Puritanos” com suas revistas, simpósios e a publicação de livros reformados, cresceu ainda mais o desejo de se plantar uma igreja genuinamente reformada. Como o processo de reforma nas nossas principais igrejas do presbitério marchava lentamente, alguns irmãos da Memorial sugeriram o Rev. Josafá Vasconcelos, pastor da Igreja, a iniciar o trabalho, com um ponto de pregação no bairro da Pituba. O Rev. Cleômenes Anacleto, então pastor da Igreja da Bahia, fez questão de também participar com sua igreja dessa proposta.

No dia 13 de agosto, do ano de 2000, às 17:00h, realizou-se o culto inaugural, na sala de aula do IESBA, na Av. Manoel Dias, n.992, no Bairro da Pituba, com a presença de mais ou menos 100 pessoas de ambas as Igrejas que superlotaram a sala, os corredores e escadaria do prédio. Na ocasião, pregou o Rev. Josafá, abordando como tema, os grandes corolários da Reforma Protestante do Século XVI, conclamando os ouvintes a renovarem seus compromissos com a proposta bíblica da reforma e desafiando a todos, que iniciavam aquele trabalho, a estabelecer, naquele local, uma agência de pregação do genuíno Evangelho da Graça de nosso Senhor Jesus Cristo. Encerrou-se o Culto com o cântico do Hino “A Voz do Evangelho”, que foi entoado pelos presentes com grande entusiasmo. Foi uma tarde memorável!

O trabalho contou com a aprovação de Deus, e mesmo com repúdio ao pragmatismo, e sustentando uma liturgia reformada no estilo puritano do Diretório do Culto, cresceu rapidamente passando ao “status” de Congregação da Igreja Presbiteriana Memorial, que ficou como única responsável pelo trabalho sem contar mais com o apoio oficial da Igreja da Bahia. O Conselho da Igreja nomeia o Presb. José Jorge como responsável pela nova Congregação e abre uma conta poupança para guardar recursos visando à compra de um terreno, vende a Kombi da Igreja e destina o dinheiro para este propósito. No dia 23 de julho de 2002, é criada a Mesa Administrativa que ficou assim constituída: Presb. José Jorge, Presb. Almir, e os jovens Samuel Paulo e João Marcos Vasconcelos. Para aumentar o poder de compra, tendo em vista o preço alto do mercado imobiliário da região, o Conselho contrata um Consórcio Imobiliário no valor de 80.000 reais, para a compra do terreno. A Congregação, com a mudança do Curso Supletivo, teve que mudar-se para um condomínio de salas comerciais, mas não durou mais que um domingo, sendo obrigada a deixar o local por reclamação dos condôminos, indo para um dos salões de Convenções do Hotel Golden Park.

No dia 18 de outubro de 2004, é tomada a decisão, pelo Conselho da Igreja Presbiteriana Memorial da Barra de organizar a Congregação da Pituba em Igreja, e em 23 de novembro aprova o documento a ser encaminhado ao Presbitério da Bahia, para a organização da futura Igreja. O plenário do Presbitério aprovou o relatório da Comissão de Legislação e Justiça que, resolve organizar a Igreja Presbiteriana da Herança Reformada e designa como seu pastor o Rev. Josafá Vasconcelos.

No dia 02 de Janeiro de 2005 houve o primeiro culto da Igreja Presbiteriana da Herança Reformada, emancipada, em um dos salões de Convenções do Hotel Golden Park.